Planeamento Familiar 

pf.png

Na USF Descobertas, prestamos cuidados de Planeamento Familiar a todos os nossos utentes em idade fértil - mulheres até aos 54 anos e homens sem limite de idade - com o objetivo de os orientar para uma vida sexual e reprodutiva saudável.

Todas as pessoas devem ter uma vida sexual satisfatória e segura e decidir se, quando e com que frequência têm filhos. Esta última condição pressupõe o direito de cada indivíduo a ser informado e a ter acesso a métodos de planeamento familiar seguros, eficazes, aceitáveis e de acordo com as suas preferências. 

Temas abordados na Consulta de Planeamento Familiar:

  • Escolha do Método Contracetivo mais adequado, tendo em conta:

    • Eficácia;

    • Duração;

    • Reversibilidade;

    • Acessibilidade;

    • Indicações e Contra-indicações;

    • Riscos e benefícios;

    • Efeitos adversos;

    • Proteção contra Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

  • Contraceção de Emergência ou "Pílula do Dia Seguinte":

    • Previne a gravidez após relações sexuais desprotegidas ou em que haja falha do método contracetivo utilizado;

    • Eficácia até ao 5º dia - é maior quanto mais precoce for a sua toma;

    • Não substitui a contraceção regular.

  • Rastreio de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs):

    • HIV/SIDA;

    • Sífilis;

    • Hepatite B;

    • Hepatite C;

    • Chlamydia.

preservativo_edited.png
  • Rastreio do Cancro do Colo do Útero e do Cancro da Mama:

  • Consulta Pré-concecional e do Puerpério:

  • Infertilidade:

    • Incapacidade de obtenção de uma gravidez por parte do casal após 12 meses de prática regular de atividade sexual sem uso de método contracetivo;

    • As causas são diversas, podendo ter origem masculina, feminina ou ambas;

    • Existe a possibilidade de referenciação para um centro especializado em fertilidade e reprodução medicamente assistida.

  • Menopausa:

    • Ausência de menstruação durante 12 meses;

    • 95% das mulheres entre os 44 e os 55 anos;

    • Sintomas sugestivos: afrontamentos, suores noturnos, insónia, irritabilidade, dor e disfunção sexual, atrofia e secura genital; 

    • Habitualmente NÃO é necessária avaliação analítica hormonal para diagnóstico.

Objetivos do Planeamento Familiar:

Promover a vivência da sexualidade de forma saudável e segura, independentemente do género e orientação sexual;

Regular a fecundidade segundo o desejo do casal;

Preparar para a maternidade e a paternidade responsáveis;

Reduzir a mortalidade e a morbilidade materna, perinatal e infantil;

Reduzir a incidência das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e as suas consequências, designadamente, a infertilidade;

Melhorar a saúde e o bem-estar dos indivíduos e da família;

Prevenção e diagnóstico precoce do cancro do colo do útero e da mama;

Prevenção do tabagismo e do uso de drogas ilícitas;

Prestação de cuidados pré-concecionais e no puerpério.

Se pretende agendar consulta de Planeamento Familiar, entre em contacto connosco presencialmente, via telefone ou email.